sábado, 28 de fevereiro de 2015

Caminhar pela Faia Brava - Trilho dos Sobreiros


Venha caminhar na primeira área protegida privada do País a RESERVA DA FAIA BRAVA, observar a avifauna do vale do Côa.
Venha observar a fauna e flora especifica desta região, destacando as aves rupícolas, a manada de garranos e vacas maronesas, a nível de flora temos a zêlha, cornalheira, azinheira, sobreiro...
Trilho dos sobreiros
Preço : 12,50€/ pessoa, mínimo 4 pessoas 
Duração: +/- 6 horas 
Distância: 12 km
Dificuldade: Média
Percurso: Circular 
Ponto de encontro: 9:30 horas
Igreja de Algodres 
Coordenadas:40°57'8.77"N 7° 3'17.00"W 
Inclui: Guia, seguro de acidentes pessoais, IVA

Inscrições aqui:
924433370


sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Caminhada na Serra de Piscos em Trancoso 7 de Março

A serra do Pisco, também chamada de serra de Almançor, é a principal montanha que rodeia Carapito, encontrando-se a nascente, na direcção de Trancoso. É a trigésima nona mais alta de Portugal, estendendo-se por um comprimento de 27 km. O seu ponto mais alto, que é também o ponto mais alto dos concelhos de Aguiar da Beira e Trancoso, sobe até 989 m, onde se encontra um marco geodésico com cerca de 10 m de altura, conhecido por Talefe Grande ou somente Talefe. A serra divide-se em duas partes distintas: a serra de cá e a do Doutor, ou de lá. A primeira engloba toda a encosta virada para a povoação a poente e também o declive que desce até à Sernada, quinta do Brás e fonte da Cal. Após esse vale mais curto sobe de novo até ao Picotinho, ao Talefe e ao posto de vigia, sendo esta segunda área a serra do Doutor. Conta o povo que é assim apelidada por ter pertencido ao Dr. Sá e Melo, ou mais provavelmente a algum doutor da família Beltrão. Isto porque esta serra foi legada ou registada em nome de André Beltrão, para que este possuísse terrenos com área suficiente para que pudesse ser nomeado bispo de Pinhel.

Inscrições aqui:
924433370


Workshop sobre programa de financiamento Europeu


     O Movimento Associativo Cultural MACA está a organizar mais uma sessão de esclarecimentos incluída no Ciclo de Workshops 2020 sobre oportunidades de financiamento no âmbito do novo quadro comunitário. O esclarecimento sobre o programa Life (Ambiente e Ação climática) irá decorrer no dia 5 de Março pelas 14 horas, na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na cidade da Guarda.
     O Life, integrando dois subprogramas, visa contribuir para o desenvolvimento sustentável e para a obtenção dos objetivos da Estratégia Europeia 2020, do 7.º Programa de Ação em matéria de Ambiente e de outras estratégias e planos pertinentes da União Europeia relativos aos ambiente e clima. Esta iniciativa, que conta com a participação da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), pretende colaborar para a proteção e a melhoria da qualidade do ambiente e para inverter a perda de biodiversidade, combatendo a degradação dos ecossistemas, bem como melhorar o desenvolvimento, aplicação e controle da execução da política e da legislação da União em matéria de ambiente e de clima. Este programa da UE irá decorrer entre 2014 e 2020 e tem em vista apoiar a melhoria da governação ambiental e climática a todos os níveis, abrangendo uma maior participação da sociedade civil, dos intervenientes a nível local e das ONG.
     O MACA, organização não-governamental (ONG) criada em Coimbra e que recentemente fundou o Departamento para a Educação, Desenvolvimento e Saúde da Guarda, empenhada no  combate à inércia e na promoção do empreendedorismo social e profissional, bem como no crescimento económico sustentável, irá realizar, no primeiro trimestre deste ano um conjunto de workshops sobre os vários programas de financiamento europeus com vista a abarcar todas as áreas de interesse profissional, cultural e social. As pré-inscrições para a participação nas sessões de esclarecimentos dos vários programas do ciclo encontram-se disponíveis na página do Facebook ou através do email guarda.maca@gmail.com.



Departamento para a Educação, Desenvolvimento e Saúde da Guarda
R. Comandante Salvador do Nascimento, Nº1 6300-551 - Guarda | 925438377

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Caminhada P´la Encosta do Guincho



Características Específicas das Actividades

    Natureza de actividade: Percurso Pedestre
         Descritivo:
         Data da realização da actividade: 8 de Março de 2015
         Designação do Percurso e Localização: Rota do Guincho - Parque Natural Sintra Cascais
            Enquadramento Técnico e turístico:
Os primeiros povoados surgiram a meia encosta, não longe do mar e dos seus preciosos   alimentos e perto do abrigo e abundantes recursos disponibilizados pela serra. Os árabes     aperfeiçoaram a agricultura e cuidaram das suas almoínhas, hoje designadas hortas, junto aos ribeiros. A comunidade saloia, herdeira da tradição do amanho da terra e da sobriedade de   costumes árabes, é, ainda hoje, eminentemente rural. Até há bem pouco tempo, azenhas,   moinhos e fornos de pão ou cal eram ainda utilizados.
A riqueza geológica permite grande diversidade de flora e fauna nos matos costeiros, utilizados durante séculos para apascentar rebanhos e fornecer lenha às populações.
   Preço: 10 Euros
   Partida: 10:00 Malveira da Serra junto a padaria panisol
   Chegada: 14:00
   Duração: 03:00
  Nº mínimo: 4 participantes
  Tipo de Percurso: Circular
  Material necessário: Roupa , calçado confortável, máquina fotográfica e água.
 Grau de dificuldade: Moderado

Oficina das Ervas Comestíveis





Parque Florestal de Monsanto (Lisboa) , 29 de Março, 9.45h


Que manjares se escondem em Monsanto?

Mais do que um regresso às nossas origens de recolectores-caçadores em que vamos “comer a paisagem” com novas propostas gastronómicas aliando a tradição destes alimentos esquecidos à inovação alimentar.

Saibamos agradecer a generosidade da Natureza!

Formadoras: Alexandra Azevedo e Fernanda Botelho
Investimento:
Sócios da Quercus, MPI e Slow Food: 20€ 
Não sócios: 25€ 

Acompanhantes: 6€ dos 13 aos 17 anos, 4€  Crianças dos 7 aos 12 anos. Gratuito para crianças até 6 anos

Inscrições limitadas até ao dia 23 de Março.
Dados necessários: Nome, n.º de contribuinte, morada e contacto
As inscrições serão confirmadas após da transferência bancária para o NIB: 003502390000603043019 da Caixa Geral de Depósitos. Enviar comprovativo para email:quercus@quercus.pt.
Contactos:quercus@quercus.pt, Telefone: 21 7788474
Pequena descrição / biografias das formadoras:
Alexandra Azevedo é médica veterinária e activista, inicialmente numa vertente mais ambiental que se foi convertendo numa abordagem mais abrangente fazendo jus ao conceito de sustentabilidade. Escreve regularmente artigos de divulgação e de opinião e organiza várias atividades práticas com destaque para o tema da alimentação. É sócia da QUERCUS – Associação Nacional de Conservação da Natureza, desde 1993, membro da Direção Nacional de 2005 a 2015. É sócia fundadora, e atualmente presidente da direção, do MPI - Movimento Pró-Informação para a Cidadania e Ambiente, oficializado em 2003. É representante do MPI na Plataforma Transgénicos Fora (PTF) e no CREIAS Oeste (Centro de Excelência Regional - criado em 2007 no âmbito da década para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014) e na Campanha pelas Sementes Livres. Coordena a Campanha da contra Herbicidas em Espaços Públicos, lançada em 2014 pela Quercus e PTF. É ainda associada da Colher para Semear – Rede Portuguesa de variedades Tradicionais e do Slow Food.
Fernanda Botelho viveu dezassete anos em Londres onde estudou e trabalhou sempre na área das plantas medicinais e da pedagogia Montessori e Waldorf. Em Portugal, desde 1998, tem participado em diversos projectos de educação ambiental, tanto em escolas como em associações. Realizou o curso de guia de jardim botânico na Faculdade de Ciências de Lisboa. É membro da Colher para Semear – Rede Portuguesa de variedades Tradicionais, da Sociedade Portuguesa de Botânica e da Herb Society, colabora no sítio francês «Herbalistes sans Frontières» e no «Portal do Jardim». Escreve regularmente para a revista Jardins e, além de As Plantas e a Saúde: Guia Prático de Remédios Caseiros, publicou vários livros infantis: Salada de Flores, Sementes à Solta e Hortas Aromáticas, todos eles recomendados pelo Plano Nacional de Leitura.  

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Caminhada de montanha - Travessia do Vale do Zêzere


Com início na zona de Manteigas, faremos a subida integral do maior vale glaciário de Portugal, o Zêzere, na Serra da Estrela. De trajecto linear, este vale apresenta ainda os vestígios da última glaciação e dos processos que deram origem a este monumento natural. O rio Zêzere, de águas cristalinas e frias será também uma constante ao logo do percurso, que termina, praticamente na sua nascente, no Covão d'Ametade. 



FICHA TÉCNICA
Ponto de encontro: bombas da Galp em Manteigas 
Hora: 09h30

Duração da caminhada: 4h
Distância: 13 km
Tipologia: Linear
Dificuldade: Média
Início e final de percurso: Caldas de Manteigas – Covão da Ametade
Diferença altitudinal: 625m (cota mínima – 810m; cota máxima - 1435m)

Preço p/pax: 12,5€ (Inclui o acompanhamento por guia, seguro de acidentes pessoais e o IVA)

RECOMENDAÇÕES E CONSELHOS PRÁTICOS: Para esta atividade são necessários calçado confortável (de preferência botas de montanha ou desportivo), calças, corta-vento e restante vestuário adaptado à estação do ano e às previsões meteorológicas.

Protector solar (em altitude, a exposição solar e os ultra-violetas são mais intensos). Levar água (pelo menos 1L) e lanche individual constituído, entre outros, por sandes, fruta ou barras energéticas.

Este programa específico conta com o acompanhamento e enquadramento técnico de Fernando Romão, guia de natureza com 20 anos de experiência.

Contactos para inscrições: rotaseraizes@gmail.com
924433370


Inscrições aqui:

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Sortelha Assombrada 13 de Março 2015

Entrar na magnífica Aldeia Histórica de Sortelha, é entrar noutro mundo.
É percorrer caminhos antigos, polvilhados de lendas, mitos e histórias de amor, que fazem sonhar os seus visitantes.



Em cada canto as suas pedras sussurram-nos as vozes de outrora, misturando os feitiços das suas bruxas, perdidos por entre os túneis que se escondem nas suas entranhas, com o galopar dos lobisomens enquanto cumprem o seu fado.
A Sexta-Feira 13 é considerada pela igreja um dia de azar, tendo esta a ligado a um encontro de 12 bruxas com o diabo.
Nesta visita iremos desmistificar esta crença cristã e dar-lhe um sentido histórico e lendário, que envolve tradições e crenças populares da memória de povos e comunidades como a de Sortelha.
Em Sortelha Assombrada iremos percorrer os caminhos antigos desta aldeia, relembrando a sua história, as suas superstições e tradições e as personagens do seu maravilhoso popular.
As suas lendas e mitos serão o guia principal que levará os participantes a conhecer um pouco mais da história e vida de Sortelha.
Venham connosco e entrem na Lenda!


segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Caminhada na Tapada da Ajuda



Características Específicas das Actividades
            Natureza de actividade: Percurso Pedestre
            Descritivo:
  Data da realização da actividade: 1 de Março 2015
  Designação do Percurso e Localizaçã: Caminhada na Tapada da Ajuda
 Partida: 10:00 Largo do Calvário ( Alcantra)
  Chegada: 13:00
  Duração: 3h00
  Dimensão: 6 Km
  Nº mínimo: 4 participantes
  Tipo de Percurso: Circular
  Material necessário: Água, Roupa e calçado confortável; Reforço Matinal

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Mercado da Terra - Feira de Carnaval.

Iremos estar presentes em mais uma edição do mercado da Terra - Feira de Carnaval,  é já no próximo sábado, apareçam para degustar os nossos produtos.



quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Caminhada Rota do Cabo da Roca

           
                                  Características Específicas das Actividades
            Natureza de actividade: Percurso Pedestre
            Descritivo:
  Data da realização da actividade: 22 de Feveiro 2015
  Designação do Percurso e Localizaçã: Caminhada Rota Cabo da Roca
 Preço:  10 Euros
 Partida: 10:00,Posto Turismo Cabo da Roca
  Chegada: 13:00
  Duração: 3h00
  Dimensão: 10 Km
  Nº mínimo: 4 participantes
  Tipo de Percurso: Circular
  Material necessário: Água, Roupa e calçado confortável; Reforço Matinal